R.M. Ed 138 ONLINE R.M. Ed 137 ONLINE R.M. Ed 136 ONLINE Todas edições-apresentação-demo R.M. Ed 139 ONLINE Assine Magnum RM - Facebook

É com prazer que apresentamos a revista MAGNUM!

MAGNUM é uma Revista dedicada ao universo das Armas de Fogo. Aborda Colecionismo, Tiro Esportivo, Munições, Recarga, Balística e Legislação pertinente ao assunto. Além de abordar Arqueiria, Caça, Cutelaria, promover entrevistas com pessoas ligadas a cada um desses setores e cobrir lançamentos de novos produtos - no Brasil e no mundo -, buscando estimular seus Leitores ao trânsito saudável, consciente e responsável através desses temas.

Confira abaixo 5 Edições Completas para Assinantes MAGNUM

Edição 66 - Ano 11 - Setembro/Outubro 1999

blog post image

Editorial

Não devemos esmorecer!

A comunidade brasileiras dos apreciadores de armas de fogo deu, por conta do ameaçador projeto antiarmas que tramita no congresso nacional excelente demonstração de união e força. Por todo o país formaram-se grupos de pessoas que trabalharam (e ainda trabalham) arduamente para preservação de uma das mais básicas liberdades individuais de um povo: o direito a defesa.

Felizmente, graças a esse trabalho todo considerável parcela da população brasileira que não estava desperta para o problema em si sensibilizou-se e tomou partido a favor daqueles que apreciam as armas e que querem tê-las, desde que devidamente regularizadas.

Edição Completa
Edição Completa
Assine a Revista Magnum On-Line

Edição Especial - Ed. 29 - Revólveres 1 Colt - Ago / Set 2007

blog post image

Editorial

Contando com a mesma qualidade editorial, mesmo papel, número de páginas, grafia e o cuidado que sempre nos caracterizou, brevemente as bancas de todo país receberão a próxima dessas Edições Especiais, a qual será denominada “Série Pistolas 2” (a anterior foi “Série Revólveres I”), trazendo as melhores avaliações de armamento dessa classe já vistas no Brasil; e que foram efetuadas por nosso quadro editorial durante esses vinte anos! A ela se seguirão as dos testes de revólveres, de metralhadoras de mão e de todas as outras avaliações que sempre orientaram a linha mestra de MAGNUM, a qual Você aprendeu a gostar e colecionar.

Como sempre, as reportagens de Testes trarão - além das inúmeras fotografias do armamento enfocado - os importantes Quadros de Avaliação, contendo as notas relativas a cada arma, assim como os Dados Técnicos correspondentes.

Edição Completa
Edição Completa
Assine a Revista Magnum On-Line

Revista Magnum Edição 130

blog post image

Editorial

MAGNUM: TRINTA ANOS FIRME CONTRA A RENDIÇÃO

Muito se tem escrito a respeito da natureza do empreendedorismo. Evidentemente, o ponto focal do debate acaba por ser a tentativa de definir as características de personalidade que costumam levar determinado indivíduo a ser empreendedor. Dessas, tenho para mim que a pertinácia é a mais importante. Sem vontade firme, não há liderança e, por conseguinte, não podem ocorrer os fenômenos sociais que costumam transformar a humanidade. O empreendedor é sempre um líder transformador. A capacidade de estabelecer com clareza um objetivo de valor social, seja econômico ou filantrópico, e de lutar sem descanso e sem concessões por sua consecução, sejam quais forem os óbices postos no caminho, é, a meu ver, o valor mais relevante do espírito do empreendedor.

Pertinácia, em meu entendimento, é a qualidade mais conspícua dos idealizadores e dos atuais editores da revista Magnum. Pois, desde a fase prospectiva da publicação, tiveram de vencer as pressões, crescentes e cada vez mais poderosas, do dispositivo político dito politicamente correto montado no Brasil para destruir o tutano da Nação, sob a alegação de que era intolerável haver qualquer arma de fogo em mãos de cidadãos comuns, e mesmo de defensores da lei fora de situação de estrito serviço, pois isso violaria os princípios da cultura de paz, suposta pedra filosofal, suposta mágica poção contra a violência do ser humano.

Alguns poderiam dizer que o argumento não se aplica, pois Magnum é uma publicação eminentemente técnica, não um baluarte de militância pela legítima defesa, a favor do tiro desportivo ou pró-caça, ou ainda uma publicação para colecionadores. Discordo. Por técnica que seja a revista - e efetivamente o é - o propósito da Magnum não é servir, apenas, aos profissionais das categorias do serviço público dotadas de autorização legal para possuir e portar armas de fogo por razões de ordem funcional. O objetivo dela é contribuir para a formação de uma cultura de armas no Brasil, preservando, destarte, em última análise, o espírito combativo nacional. Trata-se de valor imaterial absolutamente necessário aos interesses da Pátria, que se cultiva, sim, nas Forças Militares, mas nelas não se pode esgotar, visto ser impossível que todos os cidadãos brasileiros pertençam aos quadros castrenses ou, ao menos, recebam, em alguma parte de suas vidas, treinamento militar, tanto em sentido estrito como em sua acepção de instilação de princípios de patriotismo armado.

Ademais, basta examinar-se os arquivos para constatar-se que, desde a gênese da publicação, época em que já se apresentavam ameaças primordiais contra o direito às armas, os idealizadores da Magnum formaram, irretorquivelmente, com os que lutavam pelo direito das pessoas de bem à legítima defesa. Prova cabal disso é o editorial da edição inaugural da revista, de julho de 1986 (página 3), reforçado, às páginas 8 e 9, por matéria jurídica elucidativa a respeito do instituto da legítima defesa na legislação brasileira, de autoria de Cid Vieira de Souza Filho.

Na época da tramitação do projeto que se converteu na lei federal nº 9.437/1997 (o primeiro estatuto do desarmamento, se bem que assim não fosse chamado), a posição editorial da Magnum pautou-se contra a iniciativa, o que se repetiu, ainda com maior combatividade, na época de tramitação do projeto de lei que resultou na atual draconiana lei 10.826/2003 e, principalmente, na vitoriosa campanha do Referendo de 2005.

O fato é que a publicação sempre sofreu, por causa de sua clara posição a favor das pessoas de bem, uma solerte campanha das poderosas forças desarmamentistas, encasteladas no governo central, no Legislativo, no Judiciário e na grande mídia. No ventre dessa campanha, a tática nuclear é sufocar a revista, por meio da supressão do indispensável oxigênio financeiro. Isso se faz pelo método habitual: a demonização das armas de fogo, que enfraquece todas as iniciativas empresariais na área, seja no segmento da indústria ou dos serviços, impedindo a formação de um vigoroso mercado civil. E, por corolário, cortando o fluxo de receita publicitária para a revista.

Teria vida fácil a Magnum se, desde o início de sua trajetória, a par de demonstrar sua excelência técnica, encampasse a tese de que armas de fogo, produzidas no Brasil ou importadas, devem ser destinadas exclusivamente aos arsenais policiais e militares e, quando muito, à posse individual dos membros de tais instituições e de outras carreiras de Estado, conforme as respectivas necessidades funcionais. Haveria poucos leitores entre os cidadãos comuns, ou, no máximo uma legião frustrada deles. Mas fluiriam as verbas fáceis e fartas das empresas estatais e sociedades de economia mista, notadamente da União. Em cada edição, ver-se-iam páginas e páginas de publicidade delas, pagas a bom preço. Não haveria crise. A periodicidade mensal, tão desejada, estaria assegurada. O sucesso editorial, garantido. Sucesso de Fausto, a preço de alma imortal, pois o maligno sempre acaba por cobrar a fatura.

Os idealizadores de Magnum, seus sucessores e colaboradores, há trinta anos, recusam vender suas almas. Pagam o preço do cansaço, do desalento e da incompreensão. Não obstante, seguem em marcha. Somente a pertinácia própria dos bons empreendedores mantém-nos na liça, a travar, sem temor e sem repouso, o Bom Combate.

Edição Completa
Edição Completa
Assine a Revista Magnum On-Line

Revista Magnum Edição 128

blog post image

Editorial

VARIEDADE E PROFUNDIDADE

Caro Leitor, Convidamos Você a saber, de antemão, quais os prazeres que o esperam na leitura de mais esta edição de MAGNUM. Assim, prepare-se para mergulhar não somente nos interessantes Testes que aqui estão (Pistola Sig Sauer P220 Target 5, realizado nos EUA, e Fuzil Remington 700 no calibre .458 Win Magnum), mas também mais uma matéria de cunho internacional: a referente ao SHOT Show 2016, o qual dispensa maiores definições e, desta feita, nos é trazido pelas mãos de um novo Colaborador; e que teve lugar na cidade de Las Vegas (Nevada, EUA). Obviamente Você poderá acompanhar a grande representatividade da Indústria Brasileira na citada Mostra.

Além delas, Você poderá se deliciar com dois artigos históricos (sob a Vinheta Munições, Protocolo do FBI; e na de História, Personagens e Armas, a saga de John Wesley Hardin, considerado um dos mais famosos bandidos do Oeste estadunidense). E, como Apresentação, uma rara arma, a Winchester Winder Musket - em calibre .22 e “single shot” – orientada para Treinamento Militar.

Como se não bastasse, também enfocamos as Gravações Ornamentais em Armas de Fogo (através da Vinheta Orientação), controvertida Arte que tende a agradar muitos Cultores de nosso imenso universo composto por Armamento enquanto que, para outros, é considerada como algo que apenas serve como elemento diferenciador, em nada agregando ao desempenho de uma determinada peça além de beleza - característica a qual, para alguns, pode ser considerada como um “must”.

Em Legislação, contamos com a colaboração do Dr. Daniel Fazzolari, sempre “antenado” quanto às minúcias que envolvem as Leis referentes a Armamento e itens correlatos.

Desse modo, é notável a variedade de assuntos aqui tratados; e com a devida profundidade que sempre foi a tônica desta Publicação, ou seja: buscando atingir os mais diversos tipos de áreas e buscando trazer a Você, Leitor, o que há de mais moderno - mas sem dispensar o tradicionalismo que, por vezes, permeia nossos pensamentos em função da curiosidade embutida em certos temas considerados como de interesse geral.

E, já dando uma prévia do que ocorrerá com a próxima edição, informamos que será mantida nossa diferenciada cobertura de Eventos internacionais “de peso”, trazendo às nossas páginas um completo e exclusivo relato (o qual já se encontra em fase de elaboração) de como transcorreu a Edição 2016 da IWA (International Waffen Ausstellung), desde a cidade de Nürnberg, Alemanha - de longe a mais importante Mostra europeia do Segmento de Armas, Munições, Acessórios e Esportes Outdoors, imperdível e que, neste ano, cresceu ainda mais com relação às anteriores.

Para encerrar, como sempre só nos resta desejar a nossos Leitores uma boa leitura e o agradecimento por fazer desta Revista - agora com praticamente 30 anos de existência - o que hoje em dia ela representa, tanto para nossos seguidores no Brasil quanto para aqueles que vivem em outros países, mas que - mesmo assim - não dispensam nossa companhia!

Edição Completa
Edição Completa
Assine a Revista Magnum On-Line

Edição 68 - Ano 12 - Fevereiro/Março 2000

blog post image

Editorial

Se me é negado o direito de defender-me e à minha família, por que pegar em armas para defender o país que me negou isso?”

União Nacional de Defesa do Direito à Vida e do Patrimônio
Sete Lagoas (MG)

Edição Completa
Edição Completa
Assine a Revista Magnum On-Line